terça-feira, 6 de abril de 2010

Grupo de Ballet de Cuiabá-MT é premiado em Nova York



Terminou no domingo (29/03), em Nova York, a edição 2010 do Youth America Grand Prix (www.yapg.org), o maior festival de dança estudantil do mundo. A primeira participação de bailarinas de Mato Grosso foi coroada com um resultado incrível: terceiro colocado entre 70 grupos participantes. O Ópera Ballet levou para Nova York dois grupos e uma solista, todos classificados no YAGP de São Paulo 2009. Além dessa terceira colocação com a coreografia Alvorada, o outro grupo (Poupés) atingiu a 13ª posição, ficando de fora do TOP 12 por um décimo. Em São Paulo, no ano passado, as Poupés foram consideradas o melhor grupo da competição. No domingo, último dia do YAGP Nova York, aconteceu a Noite de Gala. Subiram ao palco os melhores bailarinos do mundo para apresentações especialíssimas. Uma forma de mostrar às estudantes seus ídolos em ação. Entre 70 grupos que participaram da competição, somente Alvorada foi convidada a se apresentar nessa noite. “Nossas meninas dividiram o palco com os grandes nomes da dança clássica. Parece um sonho se realizando”, declarou Verônica Weber por telefone. A professora do Ópera ainda destacou que o seu grupo foi convidado a participar do Festival de Dança de Berlim, Alemanha. “O convite partiu do próprio diretor da companhia alemã”, destaca a orgulhosa professora. A solista do Ópera Ballet, Isabella Miorim, confirmou em Nova York a bolsa que conquistou na Escola de Dança de Stutgart (Alemanha). Em agosto deste ano Isabella embarca para o velho continente em busca do profissionalismo. “Por dez anos fui bailarina profissional na Alemanha e vivi experiências maravilhosas. Isabella tem tudo para ser uma bailarina de primeira grandeza”, explica Verônica.

DECEPÇÃO As bailarinas do Ópera Ballet se destacaram em São Paulo, Nova York e é provável que conquistem Berlim. No entanto, em Cuiabá elas não têm um palco decente para se apresentar. O único teatro com estrutura para a dança em Mato Grosso, o da UFMT, pelo terceiro ano consecutivo, não atendeu a solicitação da academia de dança. O coordenador do Ópera, Jorge Mello, reclama que já reivindicou o espaço por três anos consecutivos e seus pedidos nunca são atendidos. (com assessoria)




Um comentário:

  1. Ahhh!! Que fofo! Você postou isso!
    Enchem meus olhos.

    Rê Fernandes

    ResponderExcluir